Blog

O que o Google reserva para o futuro da otimização de sites?

otimização de sites

Não precisa ser nenhum Consultor SEO para sacar que o Google tem facilitado cada vez mais a vida de quem pesquisa e procura informações na internet. O lema adotado pela empresa desde os últimos dez anos tem tudo para continuar desafiando os profissionais que se dedicam na tarefa de otimizar sites com a missão de os deixarem bem posicionados em cada resultado dos motores de busca.

Responsável por praticamente 70% de todas as buscas realizadas no espaço virtual, o Google condicionou usuários do mundo inteiro a pesquisarem em suas páginas de forma bem particular, fazendo valer o uso de palavras e expressões fragmentadas, sem expressar desejos e objetivos como fazemos durante uma conserva. Para simplificar, uma pesquisa por “passagens áreas baratas” ficou mais frequente e apresentou resultados mais eficazes do que pesquisar com os dizeres “onde posso comprar passagens de avião com preço acessível?”, que no meio convencional é muito mais usado.

Apesar dos algoritmos do Google privilegiaram o resultado das pesquisas originadas com palavras-chave ao invés de expressões, pelo que tudo indicada, o futuro do SEO Search Engine Optimization vai depender de boas ferramentas que consigam associar o que o usuário está procurando com a loja virtual ou qualquer outro site otimizado.

 

Algoritmos do Futuro

Os sites de busca estão tão preocupados com a qualidade de informações que os usuários encontrarão no futuro, que o próprio Google já lançou um novo algoritmo chamado de Hummingbird. O novo mecanismo proposto pelo buscador promete causar a maior mudança no rumo da otimização de site já realizada desde 2001.

Além de sintetizar a concepção das palavras pesquisadas, Hummingbird é capaz de entender conceitos e expressões específicas.

Traduzido para o português com o nome de “beija-flor”, a nova atualização dos motores de busca não deve comprometer a aplicação das ferramentas SEO, pelo menos por enquanto.

 

Dispositivos Móveis

Criados com a mais alta tecnologia da informação, os dispositivos móveis, principalmente os fabricados pela Apple conquistaram espaço cativo entre os principais fatores que podem mudar os rumos do marketing digital na próxima década.

A empresa multinacional impactou o mercado atual com o lançamento de um aplicativo que faz buscas através de comandos de voz obrigando o Google a inovar seu armário de soluções com o aplicativo Google Now prometendo realizar as mesmas funções.

 

A expectativa daqui para frente é que passaremos a pesquisar todo tipo de conteúdo e informação sem se preocuparmos com o tipo de linguagem utilizada, aproveitando mais os recursos audiovisuais e se aproximando do nosso vocabulário íntimo e habitual.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *